Línguas e Internet
Grupo em Facebook

en | es | fr | pt
Este site utiliza Unicode, a fim de exibir corretamente todos os caracteres que utilizam línguas diferentes. Se você quiser ver se o seu browser suporta Unicode, ou como configura-lo, tenho escrito um pouco esclarecedoras (em Espanhol).

Grupo de derecho a la diversidad lingüística en Internet

En estas páginas iré transcribiendo, en forma ampliada, la información que se irá volcando en el grupo de Facebook que creé.

¿Porqué no lo vuelco todo directamente en Facebook?
Porque Facebook no ofrece determinadas alternativas, como permitir textos multilingües o la facilidad para escribir de derecha a izquierda.
Tampoco permite editar el código HTML de las páginas, impidiendo que se puedan agregar textos alternativos a las imágenes o identificación de lenguas a los cambios de idioma.

¿Porqué, entonces, no lo vuelco todo solamente en este sitio web?
Porque Facebook permite interactuar con otras personas de una forma sencilla, siempre y cuando se hablen determinadas lenguas y no se tengan problemas de accesibilidad.

Así, he decidido usar ambas herramientas (sitio web y Facebook), para que se complementen y permitan un mejor trabajo.

Presentación

Direito à Diversidade Linguística na Internet

O mundo muda. Sempre fiz e sempre será. Há coisas que repetir e coisas novas.
Neste mundo em que vivemos cada dia, a nossa cultura, vivemos cada dia, o que é que precisamos de ser divulgadas, em conserva, pesquisou e ensinou. Por quê? Como todas as culturas, grandes ou pequenos, têm igual direito a ser avaliados!

E uma maneira de reforçar uma cultura é através da sua língua.
Portanto, como grupos humanos cresceu, os meios para divulgar as línguas também foram crescendo. O texto, mídia e agora... Internet.

Porque a Internet é uma oportunidade única para promover a diversidade linguística, a variedade de línguas faladas no mundo, pois é a primeira vez que uma tecnologia permite a comunicação para frente e para trás, tornando as pessoas não só recebem passivamente as informação que pode gerar, pode enriquecer o mundo do património cultural.
Mas se este mundo é realmente rico património cultural, uma das coisas que temos de fazer é evitar dar privilégios para alguns em detrimento de outras línguas.

Quem determina que o Inglês deve ser a nossa lingua franca?
Algumas gerações atrás, os mesmos motivos apresentados para defender o Inglês, foram os franceses. E, antes, para defender Latina.
Será que o futuro, ser utilizado para hindi ou chinês mandarim?

E mesmo se a maioria e de outras línguas minoritárias, que determina o que está sendo defendida mais direitos do que outros?
O espanhol tem mais direitos do que o Português? Ou que o Guarani, Nahuatl ou quechua?

E sobre línguas com poucos falantes? Devemos resignar-nos a uma língua morre a cada dia, porque só alguns investigadores interessados neles? E se algum descendente de um povo fala uma língua ameaçada decide reclamar seus ancestrais valores? E se não há partes interessadas como um aluno deve fazer isso por simples curiosidade ou interesse acadêmico, decidir basear o seu argumento sobre qualquer um desses idiomas? Será que ele deveria renunciar?

Por outro lado o que se você tiver um problema, há interesse, por exemplo, escrever um poema em Charrua, extinta língua da qual são conhecidos apenas algumas dezenas de palavras? Devo deixar aos peritos para o estudo da extinta línguas? E as pessoas de outras disciplinas, como a arte? E se, da mesma forma que não estão interessados em uma versão de software livre que tem um programa em uma linguagem específica, não há qualquer interesse em resgatar uma linguagem já declarada extinta?

E para além da língua original ... Qual é o problema com os fãs ou os usuários da linguagem gestual (ou sinais), ou línguas "artificial", como o esperanto ou klingon?

Mas não se enganem: Este não é um grupo de ódio contra uma língua ou várias. Qualquer mensagem inadequada como "Eu odeio o Inglês / Espanhol / Francês / qualquer língua!" É amigável e imediatamente apagados. Este é um grupo de amor para TODOS os idiomas, seja popular ou não, ao vivo, ameaçadas ou extintas, sinal, ou línguas "artificial".

Ele sempre foi usado como desculpa a falta de recursos para a defesa e / ou resgate de toda a gama de línguas existentes. Agora que a Internet permite que mais pessoas para se conectar e expressar (e defender) os seus próprios interesses sem intermediários... o problema é que alguns "loucos" querem estudar idiomas ou de divulgar previamente estavam prestando atenção? Movimentos como o software livre nos mostrou que, em muitos casos, os recursos são limitados apenas pela quantidade de interessados, não de dinheiro ou materiais.
Neste contexto: Por que não defendem que TODAS as línguas têm igualdade de direitos na Internet? O pára-nos?
Será que a codificação? Há anos que o povo gosta da W3 Consórcio está trabalhando em sistemas como o Unicode, o que nos permite utilizar diversos scripts na mesma página, com todas as vantagens de se escrever "ocidental".
Tal como na acessibilidade da web, o software livre ou de usabilidade, a idéia é não forçar a ninguém, mas para oferecer alternativas para os interessados.

Outro pequeno esclarecimento: eu não sou uma ONG ou empresa ou governo ou qualquer coisa assim. Eu sou um simples fã de línguas, a divulgação e estudo. Nada mais. Eu nem sequer têm uma carreira universitária! Então, peço que tenham um pouco de paciência para esperar quando respostas ou comentários, como até mesmo viver isso, e eu uso o meu tempo livre para administrá-lo. O resto do tempo eu usá-lo a apoiar a minha família e relaxar!
E outra pequena coisa: eu não sou um poliglota. Só falam espanhol e compreender algumas Inglês, portanto, não assumir que eu entendo a sua língua. Eu uso tradutores automáticos de compreender outras línguas ou para escrever algumas coisas. Isso se: eu estou aberto a qualquer tipo de críticas, mesmo as mais difíceis, se forem utilizados para melhorar o grupo e sua missão.
Muito obrigado a sua compreensão.

Então, em resumo... Da igualdade dos direitos linguísticos na Internet!

Volver a la página principal del sitio
 Volver arriba

Derecho de Autor © 2004 - 2009 Claudio Segovia
Licencia Creative Commons
Lenguas e Internet by Claudio Segovia ha licenciado esta obra bajo una Licencia Creative Commons Atribución-No Comercial-Compartir Obras Derivadas Igual 2.5 Argentina
Esta página adhiere a la campaña "Se ve mejor con cualquier navegador - Campaña para un WWW no específico de un navegador (http://www.anybrowser.org/campaign/anybrowser_es.html)".
Por favor, hágame saber si ha encontrado algo en mi sitio que no funcione con su navegador (especifíqueme qué navegador está usando y qué no funcionó) y trataré de arreglarlo.
Se ve mejor con cualquier navegador - Enlace a página de Campaña (D)

Todos los nombres propios, distintivos, logos, marcas, sistemas, hardware, equipos, etc. que aparecen en estas páginas web enlazando a sitios, son marcas registradas de sus respectivas compañias, empresas, organizaciones y/o propietarios. El hecho que aparezcan no implica ningún tipo de compromiso monetario o moral de dichas organizaciones con el autor de éstas páginas, ya que fueron colocadas por éste por simple gusto personal, como colaboración desinteresada para promocionar dichos sitios.

Webmaster: Claudio Segovia - Buenos Aires, San Justo y Lago Puelo - Argentina
Nacimiento de Lenguas e Internet: 2 de noviembre de 2008
Ultima actualización: Domingo 1 de marzo de 2009
Dirección de correo electrónico: claudiosegovia@gmail.com

A Ema, Matilde y Cecilia
A la memoria de mi viejo, Rafa y Deby.